Acupuntura

A acupuntura é um conjunto de práticas terapêuticas inspirado nas tradições médicas orientais. Criada há mais de dois milênios, a acupuntura é um dos tratamentos médicos mais antigos do mundo. Consiste na estimulação de locais anatômicos sobre ou na pele, os chamados pontos de acupuntura. Diferentes abordagens para o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças são realizadas, entretanto o procedimento mais adotado no 3 mundo atualmente é a penetração da pele por agulhas metálicas muito finas e sólidas, manipuladas manualmente ou por meio de estímulos elétricos.

De acordo com a tradição chinesa, a técnica é capaz de ajustar canais energéticos do corpo, chamados na acupuntura de meridianos, de acordo com equilíbrio de yin e yang. A medicina ocidental e moderna, contudo, sugere que o método estimule a liberação de substâncias químicas que alteram o sistema nervoso e podem ter efeitos em todo o corpo, promovendo o equilíbrio do organismo. Sendo assim, está muito associada a transtornos orgânicos resultantes de tensões emocionais como o stress.

A técnica sobrevive há milênios, mostrando benefícios a indivíduos com problemas gastrointestinais, respiratórios, musculares, urológicos, endocrinológicos, psicológicos e neurológicos, ginecológicos e até mesmo dermatológicos. A acupuntura é especialmente indicada para a redução da dor em casos de fibromialgia e dores localizadas nas costas, tratamento de náuseas e vômitos em pacientes que se submetem a quimioterapias ou cirurgias, e diminuição da tensão emocional.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a prática um complemento da medicina moderna. Nos Estados Unidos, foi recomendado apenas no ano passado pelo Instituto Nacional para a Saúde e Excelência Clínica (NICE) como opção de tratamento para dores nas costas pelo sistema público de saúde do país.

A Acupunctura consiste no diagnóstico e na aplicação de agulhas em pontos definidos do corpo. Chamados de “Pontos de Acupuntura” ou “Acupontos”, que se distribuem principalmente sobre linhas chamadas “meridianos chineses” e “canais”, para obter diferentes efeitos terapêuticos conforme o caso tratado.

Também são utilizadas outras técnicas alternativas ou complementares, sendo as mais conhecidas a moxabustão (aplicação de calor sobre os acupontos ou meridianos).

A estreita relação entre o uso das agulhas e da moxa, na acupuntura, fica evidente na tradução literal da expressão que, em chinês, designa acupuntura (Zhen Jiú – 针灸), sendo Zhen (针) agulha e Jiú (灸) fogo (ação de cauterizar).

Indicado a quase todo tipo de patologia, sendo da área mental, emocional e física.

Indicações

  • Tratamento da dor pós-operatória;
  • Náusea e vómitos da quimioterapia;
  • Reabilitação de AVC;
  • Dores de cabeça;
  • Cólicas menstruais;
  • Inflamação do cotovelo;
  • Fibromialgia;
  • Dor miofascial;
  • Osteoartrite;
  • Dores lombares;
  • Síndrome do túnel do carpo;
  • Asma;
  • Alergia;
  • Tratamento para a fertilidade;
  • Doenças da pele;
  • Stress;
  • Hipertensão;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Distúrbios do sono;
  •  Tendinite.
Contra-indicações
  • Insuficiências renal ou hepática;
  • Doenças neurodegenerativas, como a esclerose múltipla;
  • Tumores malignos ou hemoblastoses (apenas para atenuar a dor);
  • Psicoses;
  • Infecções;
  • Distúrbios hormonais e de vitaminas.